Câmara dos deputados aprova RenovaBio

Projeto segue agora para o Senado Federal

Redação*

Abastecimento-Etanol_0006-300x225Novo incentivo à energia limpa no Brasil está mais perto de virar realidade. A Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio) foi aprovada na última terça-feira (28) pela Câmara dos deputados. O objetivo da medida é expandir a produção e o uso dos biocombustíveis na matriz energética brasileira e, assim, auxiliar o País a atingir as metas para conter a mudança do clima.

Além de contribuir para frear o aquecimento global e para consolidar uma matriz energética limpa, a RenovaBio tem como objetivo garantir a adequada relação de eficiência energética e redução de emissões na produção, comercialização e uso dos biocombustíveis. A medida também deverá assegurar a geração de empregos no país e a previsibilidade para a participação competitiva dos diversos biocombustíveis nos mercados nacional e internacional.

O Brasil é o segundo maior produtor mundial de biocombustíveis. Neste ano, o país gerou 27 bilhões de litros de etanol e 4,2 bilhões de litros de biodiesel. O etanol é usado em mistura com a gasolina na proporção de 27% em volume em todo o país, além de ser usado como combustível único pelos carros flex, que representam mais de 65% da frota atual de veículos leves. O biodiesel é adicionado ao diesel fóssil na proporção de 8%, percentual que subirá para 10% a partir de março de 2018.

*Com informações do Ministério do Meio Ambiente