Caravana da Produtividade dá largada à sua segunda edição

Com cinco equipes simultâneas, o projeto percorrerá 136 cidades em 19 estados dos principais polos pecuários do Brasil

pedro-bacco_caravana-da-produtividade

Pedro Bacco, diretor da àrea de Negócios de Grandes Animais da Merial Saúde Animal

Pela segunda vez, a Caravana da Produtividade põe o pé na estrada para percorrer os principais polos pecuários do Brasil. Com largada prevista para a próxima quinta-feira, 15/9, o projeto é uma realização da Merial Saúde Animal, DSM Tortuga, Dow AgroSciences, JBS e Volkswagen. “Vamos ampliar o trabalho realizado em 2015. Para isso, teremos cinco unidades móveis se locomovendo simultaneamente em diferentes regiões do País. Ao todo, visitaremos 136 cidades em 19 estados, o que corresponde a 72 mil Km rodados em 10 semanas, de setembro a novembro”, explicou em coletiva de imprensa realizada nesta manhã (12), Pedro Bacco, diretor da área de Negócios de Grandes Animais da Merial Saúde Animal.

A Caravana tem uma programação que envolve 480 visitas, cerca de 50 eventos, entre jantares, palestras e dias de campo. “Queremos impactar 2.500 pecuaristas diretamente”, anseia Bacco. A equipe 1 percorrerá os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná; a 2 – São Paulo e Mato Grosso do Sul; a 3 – Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais e Goiás; a 4 – Bahia, Sergipe, Pernambuco, Tocantins, Maranhão, Ceará e Pará e a 5 – Mato Grosso, Rondônia e Acre.

caravana-da-produtividade_representantes-empresas

Representantes das empresas parceiras durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta segunda-feira

De acordo com o diretor de Negócios da Merial, será realizado um forte trabalho junto às revendas com o objetivo de difusão de tecnologias para o setor. “O uso de tecnologia é diretamente proporcional à qualidade do produto final. Nossa meta é falar com o maior número de pecuaristas possível e, para isso, precisamos contar com a ajuda dos balconistas, que serão qualificados para orientar os produtores neste sentido”, diz Bacco. “A concentração existe e sempre vai existir; precisamos é fazer com que os pecuaristas que têm risco de serem excluídos pela intensificação tecnológica dos mais eficientes sejam mais impactados com este trabalho”, acrescenta.

O projeto conta também com o apoio da Assocon, Inttegra, Apta, ABMRA, Agroconsult e ABCZ.

Os resultados da Caravana devem ser apresentados na primeira semana de dezembro de acordo com a Merial, empresa idealizadora da ação.