Óleo de palma brasileiro: exemplo para o mundo

 Por José Luiz Tejon Megido*

Tejon2_resolução_menorExistem segmentos do agronegócio que são pouco comentados no Brasil, mas que são alvos de imensas críticas internacionais pelos abusos ambientais, sociais e exploração da natureza.

O óleo de palma extraído do dendê é um deles. É alvo de manifestações anticonsumo e costuma ser associado à morte de orangotangos na África, por exemplo. Em contrapartida, é exatamente nesse setor que o Brasil acaba de ganhar um relevante destaque e uma premiação invejada internacionalmente.

No segmento do óleo de palma, extraído do dendê, no Pará, a Agropalma, uma empresa brasileira, foi reconhecida como a Empresa do Ano na Amazônia. Recebeu o Prêmio Samuel Benchimol e Banco Amazônia de empreendedorismo consciente.

A Agropalma recebe ad value pelo seu produto, e hoje é a única no mundo a produzir óleo de palma ambientalmente sustentável. Isso porque ela atua com desmatamento zero há mais de 15 anos, possui várias certificações avançadas em sustentabilidade, de ONGs rigorosas e severas do mundo todo.

O óleo de palma é originado de uma atividade considerada inimiga do ambiente e da sociedade. Tem no Brasil uma revolução de gestão e um exemplo de orquestração de cadeia produtiva, incluindo a inclusão de agricultores familiares na preservação e no fornecimento do Dendê, com qualidade de vida, educação e ações sociais notáveis.

Assim se faz no agronegócio, o pressuposto está na organização e na administração de uma cadeia produtiva, que vai desde o campo até o consumidor final com sustentabilidade assegurada e certificada.

No caso do dendê ou óleo de palma, o prêmio dado à Agropalma é merecedor de um olhar pedagógico para todos os demais agentes. Não apenas para a palma, mas em todas as outras cadeias produtivas. E ainda por cima, gerando riqueza e humanismo na Amazônia brasileira.

Na palma da mão, o agronegócio do óleo de palma brasileiro, exemplo para o mundo!

* Conselheiro Fiscal do Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS), diretor do Núcleo de Agronegócio da ESPM e comentarista da Rádio Jovem Pan.