Cerrado será monitorado por satélite a partir do ano que vem

Assim como já acontece com a Amazônia, dados sobre o desmatamento do bioma serão divulgados anualmente

Redação*

CerradoO Ministério do Meio Ambiente (MMA) anunciou que a partir do próximo ano os números oficiais de desmatamento no Cerrado, assim como ocorre na Amazônia, serão divulgados anualmente. “Esperamos que essa informação possa contribuir para as políticas públicas e sensibilizar a sociedade sobre a importância do bioma e a necessidade de conservá-lo”, disse o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho.

Sarney Filho disse também que está prevista a implantação de um sistema de alerta de detecção de desmatamento via satélite, pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), para apoiar os órgãos ambientais nas ações de fiscalização.

De acordo com o MMA, de 2013 a 2015, o Cerrado perdeu 18,9 mil Km² de vegetação nativa. Para conter este avanço, o ministro sugeriu o uso de recursos do Fundo Amazônia para financiar projetos no Cerrado nos estados que não fazem parte da Amazônia Legal, já que 20% dos recursos podem ser utilizados em sistema de monitoramento e controle do desmatamento em outros biomas.

Seguindo políticas já executadas na Amazônia, o ministro defendeu a necessidade de se estabelecer, no Cerrado, a moratória da soja e um termo de ajustamento de conduta para a carne. “Trata-se de uma necessidade tanto socioambiental como econômica, visto que o mercado internacional tem deixado muito claro que haverá cada vez menos espaço para a agropecuária sem base sustentável”, disse Sarney Filho.

A moratória da soja é um pacto ambiental voluntário, firmado entre o setor produtivo, organizações ambientais e governo, que proíbe o comércio, aquisição e financiamento de grãos produzidos em áreas desmatadas de maneira ilegal. Na Amazônia, teve início em 2006, como medida para conter o desmatamento.

*Com informações do Ministério do Meio Ambiente

 

 

 

“Semear Água” é tema de evento em Brasília

Em sua quinta edição, Green Move Festival promove ações educativas voltadas para a preservação do meio ambiente

Redação*

Green Move FestivalCom o tema “Semear Água”, acontece em Brasília/DF a partir de domingo (1), a quinta edição do Green Move Festival. O evento, que acontece anualmente, promove uma série de atividades educativas voltadas para a preservação ambiental com o objetivo de conscientizar a população e agregar cidadãos voluntários na causa ecológica.

Dentre as atividades, mutirões para coleta de lixo, plantio de árvores, ações de reciclagem, doação de itens como garrafas pet, alumínio, lixo eletrônico, pilhas, bateria e outros itens. Escolas que mais arrecadarem óleo de cozinha usado também serão premiadas.

O festival, que começa em 1/10, terá ações em 7 e 8/10.

Para conferir a programação completa e onde acontecerão todas as atividades, acesse www.greenmovefestival.com.br.

*Com informações da Agência Brasil e a assessoria do evento

 

 

FMC abre inscrições para Programa de Estágio no Cerrado

Ao todo, são 18 vagas para trabalho com foco na cultura da soja

Redação*

Aprosoja-JM-lowres-300x199Estão abertas as inscrições para o Programa de Estágio 2017 da FMC Agricultural Solutions. São 18 vagas para a região do Cerrado para trabalhar no Programa Start Soja, com foco em tratamento de sementes, herbicidas e fungicidas.

Os interessados devem estar cursando o último semestre de Engenharia Agronômica, ter disponibilidade para se mudar para o Cerrado e estagiar no período de agosto a dezembro deste ano, em período integral. Ter realizado algum estágio com foco na cultura da soja e possuir conhecimento a respeito de defensivos agrícolas são diferenciais.

A remuneração inclui além da bolsa auxílio, vale alimentação, auxílio celular, assistência médica, seguro de vida, carro alugado e ajuda de custo para combustível, hospedagem e pedágio.

Os estudantes devem enviar CV para o email rh.brasil@fmc.com até 14 de julho.

*Com informações da assessoria de imprensa