Abertas inscrições para projetos de pesquisa em unidades de conservação da Caatinga e da Mata Atlântica

Chamada pública é de iniciativa do ICMBio, CNPq e FAPs

Redação*

Estão abertas as inscrições para apoio à chamada pública de apoio a projetos de pesquisa em 19 unidades de conservação federais nos biomas Caatinga e Mata Atlântica. De iniciativa do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) em parceria com o CNPq e as fundações estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs), o apoio consistirá de itens de custeio e bolsas.

A duração máxima dos projetos será de 36 meses. O objetivo é beneficiar pesquisadores, estudantes, educadores, técnicos, comunidades locais, gestores de unidades de conservação e formuladores de políticas públicas, entre outros.

De acordo com a coordenadora-geral de Pesquisa e Monitoramento da Biodiversidade do ICMBio, Katia Torres Ribeiro, os projetos vão contribuir para a implementação das estratégias de manejo, uso sustentável e conservação, além de fortalecer as capacidades de pesquisa interdisciplinar, a inclusão social e a inserção das UCs no desenvolvimento regional sustentável.

As propostas deverão abarcar um conjunto de oito diretrizes e aderir a pelo menos um dos temas previstos na chamada. As orientações buscam garantir a participação comunitária, a comunicação à sociedade e a aplicabilidade dos resultados das pesquisas à conservação da biodiversidade.

As propostas devem ser encaminhadas pelo site do CNPQ.

*Com informações do Ministério do Meio Ambiente.