Abertas inscrições para o Programa de Trainee da BASF

Ao todo, são 11 vagas de diversas áreas; interessados devem se inscrever até 2 de abril

Redação*

estagio_morguefile_reduzidaA multinacional alemã BASF está com inscrições abertas para o Programa de Trainee. Com oportunidades para jovens com graduação, mestrado e doutorado, que tenham concluído curso entre dezembro de 2014 e dezembro de 2016, inglês avançado e alemão e espanhol desejados, os interessados podem se inscrever até 2 de abril pelo site da empresa.

A seleção inclui testes online de eficiência em resolução de problemas, de aderência às competências e valores da empresa, inglês, dinâmicas de grupo e entrevistas com executivos. Ao todo, são 11 vagas nas áreas de Marketing para Nutrição e Sáude, Tintas Automotivas e Tintas e Vernizes; Supply Chain para Químicos de Performance; Vendas em Dispersões e Pigmentos; Consultoria para Times de Indústria; Controladoria para Tintas e Vernizes; Engenharia para Catalisadores; Finanças; Agronegócios e Tecnologia da Informação.

O Programa tem 18 meses de duração e, segundo a empresa, os selecionados iniciam o trabalho em julho deste ano.

*Com informações da BASF

Abertas as inscrições para o Prêmio Ernesto Illy de Qualidade do Café

Em sua 26ª edição, serão premiados cafeicultores nas categorias regional e nacional

Redação*

illy café_prêmio

A campeã do 25º Prêmio, Juliana Armelin, com o marido

Pela 26ª vez, o Prêmio Ernesto Illy de Qualidade do Café para Espresso abre inscrições para amostras até 16 de setembro. Haverá premiações nas categorias nacional e regional e os três melhores do país ganharão R$ 10 mil, além de uma viagem ao exterior com direito a acompanhante, cada um.

Na categoria “regional”, dois cafeicultores serão contemplados em cada um dos 10 estados ou regiões: Espírito Santo, Minas Gerais (subdividido em Cerrado Mineiro, Chapada de Minas, Matas de Minas e Sul de Minas); região Centro-Oeste; região Norte/Nordeste; região Sul; Rio de Janeiro e São Paulo. Os finalistas regionais receberão diplomas e um montante em dinheiro.

Na categoria “nacional”, serão selecionados 40 produtores finalistas e posteriormente três vencedores, que serão convidados a participar da cerimônia internacional, em data e local a serem definidos.

As amostras de café serão analisadas quanto ao aspecto, seca, cor, tipo, peneiras, teor de umidade, torração e quanto à qualidade da bebida.

Para ter acesso ao regulamento e à ficha de inscrição, acesse o site do Clube illy do Café.

*Com informações da assessoria

Desafio de Máxima Produtividade da Soja 2015/16 tem inscrições prorrogadas

Uma das metas desta edição do programa é encontrar o agricultor capaz de cultivar 143 sacas por hectare

Redação*

desafio produtividade soja

Devido à alta procura foram prorrogadas as inscrições do Desafio de Máxima Produtividade da Soja safra 2015/16 para 22 de janeiro. Organizado pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), a meta desta edição do programa é encontrar o agricultor capaz de cultivar 143 sacas por hectare e identificar os produtores rurais que expandiram as estratégias empregadas nas edições passadas para a área comercial, contribuindo para o avanço da produtividade da soja em solo brasileiro.

O Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja mantém a divisão das categorias que premiará o campeão nacional, soja irrigada e não irrigada, os campeões municipais, campeões estaduais e campeões regionais – Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Norte/Nordeste.

“Com o objetivo de elevar a exatidão do Desafio, que sempre mantivemos rígida, reduzimos os auditores terceirizados e melhoramos a distribuição desses profissionais pelo País. Além dos processos, que já eram eficientes, adotamos novos aparelhos de GPS para o levantamento de áreas, que aumentará o êxito na avaliação da área inscrita”, destaca em nota o coordenador técnico do CESB, Henry Sako.

As inscrições podem ser realizadas pelo site www.cesbrasil.org.br mediante preenchimento das fichas com informações da propriedade e técnicas empregadas na área selecionada. Para concorrer, o agricultor deverá inscrever uma área que tenha de cinco a dez hectares, que não seja área de preservação permanente (APP) e que siga as boas práticas agrícolas e a legislação trabalhista.

*Com informações da assessoria