Chega ao fim segunda edição da Caravana da Produtividade

Durante 10 semanas, 7.500 pecuaristas foram impactados, de acordo com a Merial, idealizadora do projeto

pedro-bacco_caravana-da-produtividade

Pedro Bacco, da Merial Saúde Animal

Depois de percorrer 141 municípios em 19 estados brasileiros, de setembro a dezembro deste ano, a Caravana da Produtividade chega ao fim. Com o propósito de contribuir para o aumento da produtividade na pecuária de corte e de leite, a ação, promovida pela Merial, contou com o apoio da DSM, Dow, JBS e Volkswagen. “Este é um segmento dentro do agronegócio em que não há espaço para amadores. A Caravana tem como objetivo também tirar o produtor da sua zona de conforto; isso estimula não só a produtividade como também o empreendedorismo do setor”, disse Jorge Espanha, presidente da Merial Saúde Animal.

Dividida em cinco equipes, que percorreram as principais regiões pecuaristas do País, a Caravana visitou 493 fazendas, realizou 50 encontros (dias de campo e jantares técnicos) e promoveu ações em 188 pontos de vendas de insumos agropecuários. Ao todo, foram percorridos 66.700 Km. “Encontramos um produtor carente de informação, mas também aberto ao uso de tecnologias”, disse Pedro Bacco, diretor da área de negócios de Grandes Animais da Merial Saúde Animal.

“2017 será um ano de gestão de empresas. A nossa expectativa é de que o setor tenha um crescimento de 6% a 8%; antes crescia de 10% a 12% ao ano. Isso é reflexo de uma maior preocupação com o crédito, com a saúde financeira. Mas precisamos continuar a trabalhar em conjunto, termos uma visão mais otimista principalmente com a abertura de mercados para a carne brasileira”, finalizou Espanha.

De acordo com a Merial, 7.500 pecuaristas foram impactados com a iniciativa, sendo que destes, 4.700 de forma direta.

Caravana da Produtividade dá largada à sua segunda edição

Com cinco equipes simultâneas, o projeto percorrerá 136 cidades em 19 estados dos principais polos pecuários do Brasil

pedro-bacco_caravana-da-produtividade

Pedro Bacco, diretor da àrea de Negócios de Grandes Animais da Merial Saúde Animal

Pela segunda vez, a Caravana da Produtividade põe o pé na estrada para percorrer os principais polos pecuários do Brasil. Com largada prevista para a próxima quinta-feira, 15/9, o projeto é uma realização da Merial Saúde Animal, DSM Tortuga, Dow AgroSciences, JBS e Volkswagen. “Vamos ampliar o trabalho realizado em 2015. Para isso, teremos cinco unidades móveis se locomovendo simultaneamente em diferentes regiões do País. Ao todo, visitaremos 136 cidades em 19 estados, o que corresponde a 72 mil Km rodados em 10 semanas, de setembro a novembro”, explicou em coletiva de imprensa realizada nesta manhã (12), Pedro Bacco, diretor da área de Negócios de Grandes Animais da Merial Saúde Animal.

A Caravana tem uma programação que envolve 480 visitas, cerca de 50 eventos, entre jantares, palestras e dias de campo. “Queremos impactar 2.500 pecuaristas diretamente”, anseia Bacco. A equipe 1 percorrerá os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná; a 2 – São Paulo e Mato Grosso do Sul; a 3 – Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais e Goiás; a 4 – Bahia, Sergipe, Pernambuco, Tocantins, Maranhão, Ceará e Pará e a 5 – Mato Grosso, Rondônia e Acre.

caravana-da-produtividade_representantes-empresas

Representantes das empresas parceiras durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta segunda-feira

De acordo com o diretor de Negócios da Merial, será realizado um forte trabalho junto às revendas com o objetivo de difusão de tecnologias para o setor. “O uso de tecnologia é diretamente proporcional à qualidade do produto final. Nossa meta é falar com o maior número de pecuaristas possível e, para isso, precisamos contar com a ajuda dos balconistas, que serão qualificados para orientar os produtores neste sentido”, diz Bacco. “A concentração existe e sempre vai existir; precisamos é fazer com que os pecuaristas que têm risco de serem excluídos pela intensificação tecnológica dos mais eficientes sejam mais impactados com este trabalho”, acrescenta.

O projeto conta também com o apoio da Assocon, Inttegra, Apta, ABMRA, Agroconsult e ABCZ.

Os resultados da Caravana devem ser apresentados na primeira semana de dezembro de acordo com a Merial, empresa idealizadora da ação.