Brasil aumenta em 9% a emissão de gases de efeito estufa

Este é o nível mais alto desde 2008, de acordo com SEEG

Redação*

O Brasil foi a única grande economia do mundo a aumentar a poluição sem gerar riqueza para a sociedade. Isto é o que aponta a última edição do Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa (SEEG), divulgado pelo Observatório do Clima.

De acordo com documento, as emissões de gases de efeito estufa subiram 9% em 2016 em comparação ao ano anterior. Este já é considerado o nível mais alto desde 2008 e a maior elevação vista desde 2004. Segundo SEEG, a atividade agropecuária é a principal responsável pelos gases de efeito estufa no país, respondendo por 74% das emissões em 2016. O número é resultado da soma das emissões diretas da agropecuária e das emissões por mudança de uso da terra.

Com esses índices, o Brasil está em 7° lugar no ranking mundial de emissões desses gases. O aumento de 27% no desmatamento na Amazônia foi responsável pela elevação nas emissões no ano passado.

Este foi o segundo ano consecutivo que o Brasil apresentou crescimento nas emissões de gases de efeito estufa depois do país ter passado anos controlado o desmatamento e a emissão desses tipos de gases.

*Com informações da Agência Brasil